Get To Know

Torne a sua ceia de passagem de ano mais sustentável!

29 Dezembro, 2019

Hello!

Já há dois anos a esta parte que o jantar e as respetivas festividades da passagem do ano são feitas aqui em casa. Casa grande, cabe sempre mais um, muitos amigos a quererem estar juntos nesta altura de viragem do ano, casa quentinha que depois não nos obriga a ter que sair de regresso a casa ( que para quem tem 3 filhos é algo a equacionar), circunstâncias da vida, etc etc, motivos mais do que suficientes para nos juntarmos em autêntica «ramboia» com aquela família que não nos calhou mas que nos está no coração em muitos momentos da nossa vida..

Claro que a logística é importante e as compras para a ceia de Natal são efetuadas com a devida antecedência (exceto com alguns produtos que tenho obrigatoriamente que os comprar amanhã), e pensadas para serem o mais sustentáveis possíveis, assim como sem gerar muito lixo e desperdício, claro!

Assim sendo, enumero alguns itens para o ajudar a tornar a sua ceia de Natal mais sustentável e amiga do ambiente

1. Planeie bem suas refeições 

A ceia é sempre um momento importante pois temos quem mais gostamos ao nosso lado. Por isso, é preciso planear cada refeição com muito carinho – e comprar só o que você precisa para prepará-las. Nada de inventarmos fome que não teremos e inventarmos tempo que não iremos ter para comer tudo aquilo que iremos comprar em excesso. Comprar só o essencial.

2. Use os alimentos que parecem “feios” mas que estão gostosos

Se é tempo de festejar tudo fica ainda melhor se tivermos alimentos saudáveis, gostosos e nutritivos. Ao preparar sua ceia, não tenha preconceito contra alimentos meio “feinhos”, mas ainda bons para o consumo. Se esses alimentos mais «feinhos» forem comprados a preços menores ao comerciante da aldeia, melhor ainda. Use a criatividade ao montar seus pratos.

3. Faça uma lista antes de ir às compras

Antes de ir às compras para suas ceias de fim de ano, veja o que você tem em casa e faça uma lista do que falta evitando os gastos por impulso. Se tudo estiver bem planeado você fica mais tranquila pois a probabilidade de errar é muito menos e a probabilidade de sobrarem «restos» também é muito menor.

4. Crie receitas incríveis com todas as partes do alimento

Que tal fugir do convencional e preparar uma ceia de natal diferente, aproveitando o máximo dos alimentos? Talos, cascas, sementes e folhas são comida! Essas partes dos alimentos também possuem alto valor nutritivo. Tratando-se de frutas, legumes e verduras fresquinhas e de boa qualidade não vejo porque não. Por isso, ao montar sua ceia, aproveite tudo: até a casca de banana é alimento, basta saber preparar.

5. Reaproveite o bacalhau e o Peru que sobraram

Sobrou bacalhau na ceia de natal? Que tal reutilizar as sobras e preparar uma deliciosa receita de torta, utilizando os pedaços e preparando este novo prato? Se preferir, a tradiocional «roupa velha» também é uma boa sugestão.

Se costuma comer peru e se sobrarem nas vossas ceias de fim de ano ainda pode dar para uma deliciosa refeição. Após refogá-la com cebola e alho em uma frigideira, a carne desfiada pode ser transformada em uma torta, com queijo e creme de leite. Se levado novamente ao forno, com um pouco de queijo ralado por cima, terá aquele toque gratinado especial. Fica uma delícia!

Ela também pode virar um delicioso sanduíche, uma sopa, um escondidinho, uma farofa…Deixe a criatividade fluir e transforme as sobras em um novo prato. Pode ficar delicioso e evita que alimentos ainda próprios para consumo sejam deitados no lixo.

6. Aproveite tudo que sobrou no dia seguinte

As ceias de fim de ano costumam ser fartas, mas lembre-se: o que sobrar, não precisa ir para o lixo. No dia seguinte a cada ceia, coloque o que for possível aproveitar em recipientes separados e guarde-os no frigorífico: dá para consumir em até 48 horas e, se for para congelar, coloque etiquetas com o nome do alimento e a data de congelamento: consuma em até 30 dias.

7. Use alimentos da época e locais

Esta é talvez uma das medidas mais importantes em épocas festivas. Os produtos da época possuem maior valor nutricional e um menor custo económico e ambiental. Por outro lado, os produtos locais ajudam a sustentar a economia local e reduzem muito a pegada ecológica.Já imaginou, a nível mundial, toneladas de alimentos a passearem de avião e camiões para satisfazerem todos os nossos pedidos? Se tiver oportunidade de comprar produtos frescos e ao produtor é a melhor opção! São mais baratos e conhece a origem dos produtos.

8. Privilegie alimentos provenientes de comércio justo

O comércio justo é um dos grandes pilares da sustentabilidade. É um movimento que procura melhorar os padrões produtivos e comerciais responsáveis e sustentáveis. As pessoas e o ambiente estão em primeiro lugar.  Portanto, devemos ajudar também a promover ações nesse sentido.

9. Ope por produtos com embalagens familiares

As embalagens familiares na maioria das vezes são mais vantajosas economicamente e, para além disso, ajudam a evitar a circulação excessiva de mais plástico.

10. Utilize a panela de pressão para cozinhar

Ao utilizar a panela de pressão está a reduzir o tempo de cozedura dos alimentos e a poupar na fatura do gás. É benéfico para si, porque poupa e o ambiente agradece esse cuidado.

11. Utilize a máquina para lavar a loiça

A melhor opção é utilizar a máquina de lavar a loiça. No entanto, se isso não for possível, tente reduzir ao máximo a quantidade de água utilizada para a lavagem. Após a refeição, se necessário, deixe alguns pratos, travessas e panelas de molho em água. O passo seguinte é larvar toda a loiça sem deixar a torneira a correr de forma permanente. Desligue a torneira enquanto passa a espoja. Mais uma poupança também!

Se tiver outra sugestão para ser mais amigo do ambiente no que respeita à sua refeição, p.f. chegue-se à frente e coloque nos comentários.

Keep in touch,

E.R.

Artigos relacionados

Sem Comentários

Deixe um comentário