Get To Know

Sem microondas há mais de 1 ano!

26 Janeiro, 2020

Hello!

Nunca pesquisei muito sobre o poder das ondas emitidas pelo micro-ondas para aquecer a comida cá de casa. Já tinha lido alguns títulos sensacionalistas sobre o assunto, a defenderem aquilo em que acreditam e baseado naquilo que lêm mas, nada de muito concreto e esclarecedor sobre o assunto.

Não li e também não me parece que agora tenha ou deva de o fazer. Há mais de 1 ano que não tenho micro-ondas e, se no início todas as minhas refeições pareciam precisar urgentemente de um microondas para estar em condições de ser comestível, agora é o caso em que nem me lembro mais dele.

O micro-ondas avariou cá em casa pela segunda vez. A primeira vez avariou e a porta não abria. O encaixe não cedia e ficou com um copo de leite lá dentro. Ora acontece que o micro-ondas era daqueles encastrados num móvel e foi o cabo dos trabalhos para o retirar. Vejam lá que teve que ir para consertar com o copo lá dentro e o líquido todo derramado. Um nojo e uma sujidade para limpar que meteu dó. Lá veio consertado e ainda esteve impecável durante algum tempo, não sei precisar quanto. Acontece que há mais de 1 ano voltou a avariar pelo mesmo motivo, a porta não abre, com um copo cheio de leite lá dentro outra vez, e nenhum dos adultos aqui de casa se ralou muito com isso. Numa primeira instância por falta de disponibilidade para o retirar do móvel, depois porque até gostamos mais de sentir o sabor do leite aquecido no fervedor, e para finalizar porque percebemos que somos pessoas de rotinas e se achamos que o micro-ondas pode até ser algo inútil na nossa vida, é mesmo assim que vamos olhar para ele. Algo inútil e que não precisamos dele e ponto final. Já ninguém fala no micro-ondas aqui por casa. Como é óbvio também comemos «restos de ontem», referindo-me claro a sobras de alimentos do dia anterior e que «morfamos» como qualquer ser humano. Nessa altura recorro ao banho-maria ou mesmo a um tacho para aquecer ou re-aquecer a comida. Vivo na mesma, cumpro horários à mesma e até beneficiou a que todos fizéssemos o pequeno almoço no mesmo horário mais vezes. Quem vem aquecer o leite acaba por pôr leite para todos ao mesmo tempo e fazemos essa refeição mais em família…. ihihi

Só me falta ter coragem para desligar o frigorífico 3 a 4 meses no inverno….. 😊

E vocês desse lado? Usam muito o micro-ondas? Já experimentaram viver sem ele?

Artigos relacionados

2 Comentários

  • Comentar Maria 27 Janeiro, 2020 at 10:17

    Vivi uns 3 anos sem microondas. Depois decidi comprar porque:
    – Os miúdos (3) já começam a querer aquecer o seu leite ou comida sozinhos e só tenho um fervedor em casa, o que muitas vezes complicava a logística para eles serem autónomos (e como tenho placa de indução, teria de comprar mais fervedores próprios para a placa…);
    – bebem leites diferentes (vegetal e de vaca);
    – Acabava por usar muito o forno para aquecer a comida, o que não era muito prático
    – em algumas alturas do ano o marido chega tarde a casa e acabava por jantar comida fria

    O microondas é realmente muito prático, mas não direi essencial. Consegue-se viver muito bem sem, tudo depende da dinâmica familiar.

    • Comentar Elsa Rocha 30 Janeiro, 2020 at 23:57

      Sim, Maria.
      Concordo contigo na parte do meu filho mais velho querer já começar a aquecer o leite dele e eu ter algum receio que ele use a placa sozinho.
      Para já vamo-nos desenrascando. Depois logo se vê.
      Beijinhos

    Deixe um comentário