Get To Know

Já não são 3, mas sim 10R’s!

25 Julho, 2020

Hello!

Os 3 Rs da sustentabilidade já são bem famosos. Reduzir, reutilizar e reciclar sempre foram os mais falados. O tempo passou, as circunstâncias mudaram e a família dos R’s amigos do meio ambiente cresceu. Algumas listas trazem quatro, outras seis, sete e até oito. Conheça então os 10 Rs da sustentabilidade!

Recusar produtos que agridem a natureza em qualquer estágio de sua produção, desde a extração de matéria-prima ao seu fim de vida. Recusar produtos ou serviços de empresas que não respeitam a legislação ambiental, que usam mão de obra escrava ou que fazem testes em animais. Uma pesquisa rápida na internet revela muito sobre produtos e empresas. Também vale entrar em contato com a companhia para tirar suas dúvidas. E acreditem, são mais do que muitas.

Repensar e refletir sobre atitudes diárias, especialmente de consumo, e como elas prejudicam todo o meio envolvente. Tudo que a gente faz a cada dia provoca impactos, sejam positivos ou negativos. O segredo está em agir de uma forma que gere o mínimo impacto negativo possível. O consumo consciente é um grande aliado nesse processo e existem estudos na internet cheias de dicas de como colocá-lo em prática no dia a dia.
Reduzir nossa pegada ecológica, a marca que deixamos no planeta ao viver e consumir. O consumismo é prejudicial à vida na Terra e gera um dos principais problemas ambientais da atualidade: o lixo. Reduzir o impacto negativo sobre o planeta é agir com consciência, responsabilidade, pensamento coletivo, respeito aos seres vivos e respeito aos bens naturais dos quais tanto dependemos.
Reutilizar aquilo que seria para o lixo, dando-lhe outro destino. O que para uns é lixo, para outros é solução. Quando reutilizamos objetos, estendemos sua vida útil e diminuímos a pilha de lixo. Umas calças podem virar uma bolsa, garrafas pet podem virar brinquedos, CDs e DVDs podem ser usados como decoração em um quadro. O importante é abusar da imaginação!
Reparar o que tem conserto. Assim como o reutilizar, o reparar também aumenta a utilidade dos objetos. Consertar um móvel, remendar um rasgo numa roupa ou bolsa. Se algo pode ser arrumado ou consertado, ainda é útil e não precisa ser substituído.
Reciclar quando não tem mais reuso ou reparo. Retornar materiais como papel, plástico, metal e vidro à cadeia produtiva para que virem outros produtos reduz tanto o lixo quanto a extração de matéria-prima que seria empregada na produção de objetos novos.
Reintegrar à natureza o que dela veio. O lixo orgânico não tem nada de lixo. Cascas de frutas, verduras, podas de árvores e restos de alimentos produzem um rico adubo através da compostagem. Existem muitos videos na internet que ensinam a fazer vários tipos de compostores,  tanto para quem mora em casa quanto apartamento. Fazer compostagem reduz a quantidade de lixo que enviamos para os aterros.
Respeitar a vida, os seres vivos, as pessoas, seu trabalho ou escola, o ambiente, a natureza. O respeito está na base de qualquer relacionamento e é um dos pilares da vida em sociedade.
Responsabilizar-se por seus atos e os impactos que eles causam, sejam bons ou ruins, pelas pessoas ao seu redor, pelo seu local de trabalho ou estudo, pela sua rua, bairro, cidade. Como morador do planeta, eu sou responsável por ele. E você também. Cada um faz sua parte e todos ganham. A espécie humana, outras espécies e o meio ambiente.
Repassar os conhecimentos que podem ajudar a tornar o mundo melhor e sustentável. Estou a fazer isso ao escrever este post e se você partilhar consegue fazê-lo também.
Vamos todos ser parte da solução, não espectadores do problema. Afinal, acreditar é essencial, mas atitude é o que faz a diferença!
Keep in touch,
E.R.

Artigos relacionados

Sem Comentários

Deixe um comentário