Get To Know

Cenas e coisas que não podemos esquecer de levar para as férias!

19 Julho, 2020

Hello!

Nem sempre decidimos fazer férias fora de casa. Gostamos mais de fazer fins de semana fora um pouco mais prolongados durante o ano e assim termos outra força motriz para aguentarmos os 365 dias por ano. Então, tratando-se de férias esparramados ao sol, ir e vir da praia ou piscina todos os dias é que não faz mesmo o meu feitio. Posto isto, e porque a quarentena nos obrigou a estar demasiados dias confinados, resolvemos visitar a zona centro do país, monumentos e museus, assim como as tão famosas aldeias do xisto.

Hoje, felizmente, a maioria das pessoas já tem verdadeiras preocupações com o meio ambiente. No entanto, há alturas em que é mais fácil tomar-se certas atitudes, mesmo que de forma inconsciente prejudiquem o planeta. Apanhar um avião, usar toalhas lavadas todos os dias num hotel, visitar monumentos, comer, beber, enfim, quase tudo o que fazemos em viagem tem impactos ambientais.

Sendo assim revelo neste artigo as «coisas e cenas» que não consigo deixar de levar nas minhas férias, de forma a tornar-me a mim e aos meus filhos, mais amigos do ambiente e, vá lá, mais amiga da carteira também.

  1. Cantil da água

O que mais me custa, independentemente da altura que for, é comprar uma garrafa de água que dali a segundos ou minutos vai terminar num resíduo. Sei que temos que fazer crescer e contribuir para a economia no nosso país, e não quero de todo deixar de o fazer, mas na produção de resíduos desnecessários, não consigo.

2. Guardanapos de pano

Não há viagem que eu faça que não leve guardanapos de pano atrás de mim. Seja para limpar a boca e as mãos, seja para colocar no colo dos meninos enquanto comem, e/ou até mesmo para embrulhar os seus lanches. Usamos os guardanapos de pano para quase tudo e evitamos ao máximos as toalhitas.

3. Lancheira com Cuvetes de gelo

Adoro preparar os nossos lanches para os dois primeiros dias e fazermos piqueniques onde nos apetecer. Evitamos fazer essas refeições fora pelo custo que representam para uma família numerosa e porque de facto não conseguimos fugir aos resíduos de plástico com que somos bombardeados nas montras de cafés e pastelarias.

4. Roteiro muito bem definido

Não costuma ser meu apanágio conseguir fazer isso de forma antecipada pela falta de tempo e de jeito que tenho para isso. Mas desta forma evitamos cansar os miúdos com percursos desnecessários e motivados para aquilo que é realmente importante, o que para a sanidade mental dos pais é deveras saudável….. evitando assim desperdício de combustível.

5. Pouca bagagem

O excesso de bagagem é um empecilho quando se trata de viagens com filhos. Tudo bem que são crianças e que devemos andar prevenidos com muita coisa mas tudo o que é exagero também chateia e cansa. Este excesso de bagagem também está diretamente relacionado com o consumo de combustível por isso não convém levar roupa para 10 dias quando só estaremos fora 4 :).

E, vá lá, mesmo que seja num hotel e não tenha que pagar a luz e a água que gastou quando sair, deve imaginar que os custos em termos de consumo nestes edifícios devem ser brutais, como tal faça como tem feito em sua casa, reutilize mais do que uma vez as toalhas de banho e desligue a água quando escova os seus dentes.

 

Tratando-se de ideias simples e que qualquer um de nós pode fazer, bora lá tomar nota!

Keep in touch,

E.R.

 

 

Artigos relacionados

Sem Comentários

Deixe um comentário