Get To Know

As máscaras são lixo, ok!

17 Junho, 2020

Hello!

Este artigo vai ser escrito com alguma desilusão e sarcasmo, ok.

Qual foi a parte que ainda não perceberam relativamente às máscaras? Se dá para fazer um arroz de lulas com elas no final do seu uso, ou se podem deitá-las no lixo enquanto vão em andamento na rua? Como diz o meu filho Salvador, claramente que nenhuma das opções é possível. Mas, relembro, o meu filho tem só 10 anos.

Juro que não consigo entender. Todas as recomendações da DGS são no sentido de que considerem as máscaras, sejam elas recicláveis ou reutilizáveis como lixo. Que nem sequer as coloquem no ecoponto para não contaminarem resíduos que ainda vão ser manuseados por outros operadores de resíduos, quanto mais que as considerem como lixo deitando-as no chão da rua como se se tratasse de algo vulgarmente considerado normal e banal nas suas ações. Já todos sabemos que não se deve deitar lixo no chão. Seja uma beta de cigarro, um papel que tiramos da carteira, ou até mesmo um plástico por mais pequeno que seja, então, porque raio se deve deitar ao chão algo possivelmente contaminado com o mais perigoso vírus que alguma vez assolou a nossa comunidade em pleno sec XXI, que fez parar a nossa economia para níveis nunca vistos e que tem um risco de contágio brutal.

As pessoas que eventualmente têm este tipo de comportamento com o ambiente e, afinal de contas, com todos nós, é muito provável que seja aquela pessoa que não saiu de casa para ir trabalhar pois tinha medo, que não deixou o filho ir à escola pois não queria contacto com adultos e crianças, que se isolou dos mais idosos com risco acrescido, etc etc. E depois, numa ato barbaramente cobarde, deita no lixo algo que demorará eternidades a decompor-se e ainda exige que lá vá alguém arrumar esse mesmo lixo. Haja vergonha e decência.

Independentemente de descartáveis ou não, há regras a cumprir. Entre elas a proteção do ambiente e da saúde.

Sempre que uma máscara for de fabrico comunitário e de multiutilização devem ser seguidas as introduções do fabricante e, portanto, usar e proceder à sua higienização de acordo com o que vem no rótulo. E há modalidades diferentes, umas que se utilizam um determinado número de vezes, a periodicidade com que se limpam é outra e, portanto, deve ser sempre lido o rótulo em relação as estas máscaras. Já as descartáveis, quando se deixam de usar, devem ser postas ou num envelope ou num saco e, obviamente, postas no lixo doméstico.

Fundamental é as pessoas não utilizarem máscaras descartáveis. E já agora se as utilizarem pelo menos que as ponham no lixo comum e não as entendam como um material reciclável, porque o crescimento do descartável, seja em plástico ou não, não faz qualquer sentido.

Vamos lá passar as acções à prática e não fazerem de conta que este problema da poluição das máscaras deve ser resolvido sempre pelos outros. Nunca é nada connosco 🙁

Keep in touch,

E.R.

Artigos relacionados

Sem Comentários

Deixe um comentário