Get To Know

As arcas dos congelados nos hipermercados não são transparentes?

12 Setembro, 2017

Hello!

Vezes sem conta dou por mim a olhar para as pessoas que precisam de abrir as portas das arcas frigoríficas/refrigerados e dos congelados, nos hipermercados, para poderem decidir escolher o que querem trazer para casa. Não entendo e custa-me a assimilar que as pessoas precisem de tocar numa caixa de rissóis ou até mesmo numa embalagem de bacalhau congelado para saberem se é bom ou não, ou até mesmo se o vão trazer para casa. Não sei, o sentido de afagar uma caixa gelada deve dar-lhes pena de não a trazerem para casa.

Nos supermercados existem geralmente corredores para os alimentos refrigerados que, ao contrário da zona dos congelados podem não estar em armários com portas. No entanto, em termos de consumo energético, a existência dessas mesmas portas nestes expositores, ou seja, iogurtes, manteiga, carnes e queijos, devia ser um hábito adotado por todos os retalhistas, já que permite poupanças significativas, melhora o conforto térmico dentro da loja e permite manter uma temperatura mais estável de conservação destes alimentos. Felizmente alguns supermercados já começam a ter refrigeradores fechados que além de gastarem menos energia têm também um impacto ambiental menos reduzido. Nós, enquanto consumidores podemos também pôr em prática os mesmos cuidados que temos em casa, evitando abrir as portas dos expositores por longos períodos de tempo e aproveitando até o facto de serem transparentes para podermos escolher o que vamos levar para casa.

Por isso pensem bem da próxima vez que abrirem uma porta da arca frigorífica num hipermercado para escolher o que pretendem. Lembrem-se sempre: as portas transparentes servem exatamente para isso mesmo: não haver necessidade de abrir as portas/tampas enquanto decidem o que escolher.

E, já agora, aos reatlhistas que ainda usam refrigeradores sem portas, e que tal pensarem mais no ambiente?

keep in touch,

E.R.

 

Artigos relacionados

Sem Comentários

Deixe um comentário