Get To Know

Recuperar os seus móveis… É no Bico de Obra!

24 Fevereiro, 2018

Olá :)!

No artigo de hoje falámos de um exemplo de otimismo, de fé, de resiliência. Todos os dias encontram o sentido da vida, moram nos braços um do outro, e são inspiração. Falo-vos do João e da Isabel.

Para uns é Isabelinha, também conhecida por Béu, para outros é a Isa. Lembro-me dela pequenina, com ar doce e meigo, hoje é uma mulher empreendedora e corajosa que abraçou um desafio, de mãos dadas com o João , BICO DE OBRA.

Isabelinha era uma licenciada no desemprego, o marido João trabalhava mas sem grande gosto pelo que fazia. Iniciaram a vida num apartamento onde os móveis existentes não eram os de melhor qualidade para não falar no aspecto e na falta de dinheiro para comprar móveis novos, decidiram colocar a mão na massa! Perceberam o design e por detrás de uma camada de verniz brilhante e avermelhado, resolveram dar-lhes uma nova oportunidade pintando-os de branco. Da primeira peça passaram à segunda e daí à terceira… ficando o vício e nem as portas e rodapés escaparam! Continuaram a fazer recuperações para familiares e amigos, o que lhes foi dando experiência, pois não tinham qualquer formação nesta área e como o João é um “faz tudo” e Isabelinha tinha alguns conhecimentos foram com o tempo aperfeiçoando e apurando a arte!

Rapidamente esta dupla percebeu que poderiam ter em mãos uma boa ideia de negócio, mas era tempo de crise e o medo sobrepunha-se à coragem deste casal. Com a chegada do bebé, percebem que é tempo de arriscar e perder o medo. Hoje estão felizes pelo risco!

Contam com um vasto leque de clientes, 70% espanhóis, talvez o português tenha medo de arriscar, medo de transformar!

A recuperação, a reciclagem está na base do trabalho deste casal: recuperaram peças que muitas vezes estariam condenadas ao lixo, à garagem ou arrumos e assim combatem o desperdício. Dão continuidade à história de cada peça: “toda ela tem uma história antes de chegar até nós! E quando sai do nosso atelier conta um novo episódio e pronta para um novo capítulo!” É com este lema do casal, prolongar o ciclo de vida dos mais diversos objetos. Recuperar e Reutilizar transformando o velho em verdadeiras obras de arte, permitindo a uma série de móveis contar uma nova história! É portanto uma política sustentável, contra a política vigente nos últimos 20 anos, em que se deitava tudo fora e se substituía por outros móveis, muitas vezes de menor qualidade.

 

 “Para nós todos os móveis têm potencial para serem recuperados: trata-se de encontrar a cor ideal, a melhor utilidade (um louceiro antigo pode não fazer muito sentido hoje mas poderá fazê-lo se o transformarmos em biblioteca, por exemplo),

Chegam até nós peças herdadas, oferecidas, compradas em rastros, feiras ou pela internet e até mesmo peças encontradas no lixo. São normalmente peças que não se conjugam com a decoração mais ou menos moderna das casas para onde vão: por serem muito trabalhadas, por serem muito brilhantes, por estarem em mal estado… e nós modernizamo-las ou adequamo-las aos novos espaços

Adoro transformações, adoro as recuperações da Isabelinha! Ficam algumas ideias:

Escrivaninha

 

E aquelas cadeiras velhas que ninguém aposta nada nelas e nas mãos do casal ficaram prontas para uma nova história

Cadeirão renovado

Agarraram o projeto de Decoração integral do Oporto windows apartments, alojamento local em Vila Nova de.Gaia

Adoro estas transformações,

Parabéns Isabelinha e João, continuação de bom trabalho!

Fique desse lado,

D.G.

 

Artigos relacionados

Sem Comentários

Deixe um comentário