Get To Know

POUPE NA COMPRA DE MATERIAL ESCOLAR!

22 Agosto, 2016

Hello!

Com a aproximação do novo ano escolar e para quem tem filhos a precisar de material para a escola, leia este artigo e só depois se decida a ir às compras. Obviamente que a maior fatia do orçamento familiar reside nos livros a comprar, mas veja onde pode poupar para poder canalizar o seu dinheiro para as maiores necessidades.

  1. Veja todo o material que tem em casa!

Cada vez mais existem escolas que disponibilizam o material a ser necessário para cada ano específico. Existem materiais do ano transato que podem e devem servir para o novo ano. Não precisamos de lhes chamar coisas velhas só porque já tiveram uso. Se estão com boa qualidade devemos usar novamente. Por isso, vamos fazer da nossa casa o primeiro «shoping» onde procurar as coisas que precisamos para compor a lista de material que temos, e só depois decidir sair para comprar o restante. Esta ideia será a mesma que devemos ter para aquisição de roupa para a nova estação…. primeiro vemos o que ainda pode servir e só depois vamos sair de casa para comprar novas peças.

2. Personalizar materiais!

Em vez de comprar os materiais escolares bonitos mas caros que os seus filhos lhe pedem, convença-os a personalizar os seus próprios materiais. Um simples caderno preto pode ser transformado pelo jovem aluno numa obra de arte. Como boas ideias e com materiais bem baratos podemos decorar os cadernos e darem-lhe um ar mais jovial. 🙂

3. Fazer uma lista e ter um orçamento!

Sabemos que ir às compras com os miúdos poderemos ter uma surpresa quando chegarmos à caixa para pagar. E, se a isto ajudar os inúmeros materiais que teremos que comprar, será surpresa na certa. Mas, se estipularmos um orçamento para cada material e tivermos uma lista que nos auxilie, não deverá ser assim tão mau, certo? De certeza que pouparemos tempo e complicações na hora de comprarmos os artigos.

4. Comprar em quantidade!

Compare sempre o preço por unidade dos produtos. Não compre em grande quantidade a pensar que está a poupar, pois pode estar a desperdiçar dinheiro. As hipóteses das crianças usarem tudo o que comprou são baixas. A comprar papel, canetas, e outros materiais em quantidade para conseguir um bom preço, o ideal é dividir a despesa (e o material) com outros pais.

5. Adquirir manuais em segunda mão (usados)!

Se o orçamento já estiver familiar já estiver um pouco estrangulado existem sites e outras instituições que disponibilizam estes manuais gratuitos ou a preços bem simpáticos. Sabemos que a maior fatia do orçamento é aqui que vai ser usada, por isso tenha em atenção o dinheiro que tem que canalizar. Tenha só em atenção o estado de conservação dos livros.

5. Pedir fatura com número de contribuinte!

Não se esqueça de pedir fatura com número de contribuinte (seu ou dos seus filhos). Deverá pedir a fatura separada na compra de material e de manuais escolares. As despesas com os livros podem ser deduzidas no IRS. Esta é uma forma de poupar no regresso às aulas, porque poderá deduzir estas despesas na próxima declaração de IRS que entregar. O fisco permite que as famílias deduzam 30% das despesas realizadas com a educação até a um limite de 760 euros. No caso das famílias com três ou mais dependentes, a este valor é também acrescentado um montante 142,5 euros por cada dependente.

Sendo assim, pense bem antes de sair de casa para comprar materiais escolares. Algo bem planeado, por si e com os seus filhos, poderá fazer com que os gastos sejam mais reduzidos.

keep in touch,

E.R.

 

Artigos relacionados

Sem Comentários

Deixe um comentário