Get To Know

Não compro mais latas de feijão!

18 Outubro, 2017

Hello!

Na semana passada, o meu vizinho Sr. António deu-me mais de 15kg de feijão acabadinho de apanhar do quintal. Tinha 3 qualidades de feijão, branco, amarelo e do vermelho. Pensei para mim mesma o que fazer com tanto feijão. Com uma família de 4 pessoas, a caminho de 5, cozer aquele feijão todo de uma só vez seria impensável só pela questão do espaço utilizado para guardar no congelador. Ainda tentei dar algum feijão mas todos os que me rodeavam estavam já servidos. Como tal, e porque não sou miúda de deitar nada fora, liguei com a minha mãe para me salvar de tanto feijão que tinha entrado pela casa dentro.

Solução: Cozermos 2 a 3 Kg de cada qualidade de feijão e congelarmos, ainda cru, o restante feijão sobrante para quando este terminar. Com isto conseguimos ir gerindo as nossas necessidades mais a curto prazo e não corremos o risco do restante feijão ficar com bichinho. Claro que a minha mãe tem todo o ano uma arca frigorífica ligada (ainda grande) para poder ter isto congelado.  Ainda não tive essa necessidade mas qualquer dia compro uma arca vertical para a minha despensa e resolvo este meu problema de excesso de legumes e outros alimentos em determinada altura do ano e que não consigo ir guardando para outras épocas de escassez.

Com isto fiquei deveras satisfeita por dois motivos:

  1. As minhas necessidades de feijão ficaram resolvidas por muito tempo. Obrigada Sr. António! E já só penso nas minhas sopas durante o Inverno enriquecidas com esta semente tão nutritiva, assim como as minhas saladas de Verão….. que bom!
  2. E depois na quantidade de embalagem de vidro e/ou metal que vou deixar de consumir pois não vou ter necessidade de comprar sempre que me apetecer comer. Por acaso os feijões foram oferecidos mas é um alimento ótimo para ser comprado a granel. Claro que é muito mais rápido se for comprado já cozido. Vidas ocupadas e com muito pouco tempo para confecionar jantares, a ideia de termos sempre feijão cozido à mão é execelente.

No meu caso ainda tinha um problema grave acrescido. Quase nunca precisava do feijão todo que estava na lata e acabava por se estragar o restante quando deixado dois ou três dias no frigorífico.

Com isto, ajudei a carteira assim como o ambiente (não produzindo resíduos).

Obrigado Sr. António!

Obrigada mãe!

E vocês? Consumem muito feijão em lata?

keep in touch,

E.R.

Artigos relacionados

Sem Comentários

Deixe um comentário